terça-feira, 8 de agosto de 2017

Justiça condena envolvidos na morte de médica durante assalto em Porto Alegre

Três homens foram condenados a mais de 24 anos de prisão

Foto: Reprodução /Facebook

A 2ª Vara Criminal do 4º Distrito condenou quatro homens por envolvimento na morte da médica Graziela Müller Lerias, durante um assalto, no dia 14 de agosto do ano passado, na zona norte de Porto Alegre.

A sentença, publicada na segunda-feira (7), condena Richard Correa Petry e Bruno Luz de Oliveira a 24 anos e seis meses de prisão. Já Fábio Nunes Comunal foi condenado a 25 anos e seis meses. Todos eles devem permanecer presos.

Um dos réus, Davi Moreira de Oliveira, foi absolvido do crime de latrocínio - por falta de elementos que comprovassem o envolvimento dele no crime - mas condenado a seis meses de prisão por fraude processual, já que teria incendiado o carro da vítima. Ele foi solto e vai cumprir a pena no regime aberto.

O crime

Graziela Müller Lerias, 32 anos, estava no carro com a irmã, na esquina da Avenida Sertório com a Ceará, quando foi abordada por um homem a pé, por volta das 19h do dia 14 de agosto.

Como a porta estava travada, conforme a sentença, Richard disparou uma vez contra a fechadura, e duas contra a vítima. O carro da médica, um Citroen C4, foi levado para a Restinga e encontrado carbonizado no dia seguinte.

GAÚCHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.