quarta-feira, 26 de julho de 2017

Preso segundo suspeito de participar de chacina na zona norte de Porto Alegre

Investigações apontaram que ele foi um dos bandidos que foram enviados por uma facção criminosa da região para cometer o crime

A Polícia Civil prendeu, na tarde desta quarta-feira (26), um jovem de 19 anos suspeito de ter participado da chacina que matou quatro pessoas no dia 11 de julho, no bairro Sarandi, na zona norte de Porto Alegre. De acordo com o delegado Cassiano Cabral, titular da 3ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP) da Capital, Luís Felipe Bittencourt de Oliveira foi preso após investigações apontarem que ele é um dos bandidos que foram enviados por uma facção criminosa da região para cometer o crime. Ele será encaminhado ao Presídio Central.

Na madrugada dia 11 de julho, o grupo retirou as quatro vítimas de casa, as deixou de joelhos e as assassinou em via pública. Um dos suspeitos foi preso dois dias depois do crime. Ele usava tornozeleira eletrônica e burlou o sinal do equipamento com papel alumínio para participar da chacina.

Os outros integrantes do grupo estão sendo investigados pela polícia.

O crime

Um longo tiroteio foi registrado por volta das 5h30min da terça-feira, 11 de julho. A Brigada Militar foi chamada até a região após várias ligações ao 190 de moradores que ouviram rajadas de tiros. Quando os brigadianos chegaram em um dos becos da Rua Francisco de Medeiros, na altura do número 1.100, encontraram os quatro corpos.

As vítimas foram identificadas pela Polícia Civil como Juliano Santos dos Reis, 17 anos, Douglas da Conceição Garcia, 18 anos, os dois sem antecedentes, Denis Fabrício dos Santos Borssato, 22 anos, com registro por porte ilegal de arma de fogo, e Jair Silva dos Santos, 39 anos, com antecedentes por roubos.

Segundo o delegado, a ofensiva foi uma tentativa de uma organização criminosa de tomar pontos do tráfico de drogas após a prisão de Alexandre Silva Souza, o Xandão, principal líder do tráfico na região.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.