sábado, 1 de julho de 2017

Polícia divulga retrato falado de estuprador que tentou matar jovem em Gravataí

Homem pode ter participação no sumiço de jovem de Cachoeirinha e na morte misteriosa de menina de 15 anos em Gravataí, em 2014

Estuprador atacou mulher em Gravataí e a levou para Distrito Industrial de Alvorada

Foto: Instituto Geral de Perícias

A Delegacia da Mulher de Gravataí divulgou, neste sábado (1º), o retrato falado de um homem suspeito de estuprar e tentar matar uma jovem de 26 anos em junho. Ela foi sequestrada na Avenida dos Estados, no bairro Bonsucesso, e levada para um cativeiro no Distrito Industrial de Alvorada, onde foi violentada.

A jovem conseguiu escapar ao se desvincilhar de uma corda colocada pelo criminoso no pescoço dela e avisou a polícia. A investigação já conseguiu determinar o carro usado, um Peugeot 307 prata, rebaixado, de quatro portas, e a forma de atuação do estuprador. O paradeiro, no entanto, é desconhecido.

A polícia quer descobrir o nome dele. A partir disso, novas diligências devem ser feitas para determinar onde ele está escondido.

Suspeita de participação em mais dois casos
A polícia apura, agora, se o mesmo homem sequestrou a jovem Nicolle Brito Castilho da Silva, de 20 anos, em Cachoeirinha. Ela está desaparecida desde a noite do dia 2 de junho, quando saiu de casa para comprar um lanche.

Além disso, surgiu a hipótese de participação de um crime ocorrido em 2014, e que até hoje carece de respostas. É a morte da menina Maria Aline Ourique, de 15 anos, que foi sequestrada no caminho da escola. Ela foi encontrada morta no Distrito Industrial de Alvorada, com marcas de estrangulamento.

As denúncias devem ser feitas aos telefones (51) 3945-2711 ou (51) 98585-9953.

GAÚCHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.