terça-feira, 11 de julho de 2017

Polícia Civil estoura centro de distribuição de maconha em Canoas


Polícia Civil estoura centro de distribuição de maconha em Canoas

Apreensão - Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil, por meio da 2ª Delegacia de Investigações do Narcotráfico (2ªDIN/Denarc) deflagrou na manhã desta terça-feira (11) a Operação Ceres, no bairro Rio Branco, em Canoas. Após 60 dias de investigação foi identificado um centro de distribuição de maconha de origem paraguaia. Três pessoas foram presas em flagrante e 175 quilos de maconha foram apreendidos. Um veículo que seria responsável pela movimentação da droga também foi apreendido na ação.

De acordo com o delegado Thiago Lacerda, os diversos tijolos de maconha apreendidos iriam abastecer o Estado nos próximos meses. “A organização criminosa desarticulada iria utilizar a droga paraguaia para revender com outra marca no mercado”, conta o delegado. Tem sido intensificado o monitoramento de organizações criminosas que inserem drogas em larga escala no Estado do Rio Grande do Sul. “Em 2017 foram apreendidas mais de duas toneladas de maconha, equivalente ao valor de 10 milhões de reais no varejo e pelo menos três milhões de reais no atacado", explica o delegado Lacerda.

O Diretor de Investigações do Denarc, delegado Mario Souza, destaca que a especializada, no ano de 2017, tem realizado uma forte ofensiva nas apreensões qualificadas, resultando em um dos melhores índices dos últimos anos. O Chefe de Polícia, Delegado Emerson Wendt, afirma que as ações para impedir a entrada de drogas no Estado e desarticular o crime organizado são prioridades para a Polícia Civil do Rio Grande do Sul.

Fonte: 2ªDIN/Denarc

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.