quarta-feira, 14 de junho de 2017

Presos suspeitos de expulsarem homem de casa para vender drogas em Esteio

Operação na Vila Cidade de Deus foi realizada para enfraquecer quadrilha de traficantes que atua na região

Polícia prendeu quatro suspeitos em ação contra tráfico de drogas - Foto: Polícia Civil

A ação violenta de traficantes, que expulsaram um morador para transformar a casa dele em um ponto de venda de drogas, levou a Polícia Civil a realizar uma ação na chamada Vila Cidade de Deus, em Esteio, na Região Metropolitana. Quatro homens foram presos nos dezesseis mandados judiciais executados na manhã desta quarta-feira (14).

A vítima expulsa de casa procurou recentemente a polícia contando o ocorrido. Segundo ele, um grupo de homens armados invadiu a residência e ordenou que ele não voltasse. O local tornou-se um ponto estratégico de venda de drogas para a quadrilha, mas em seguida foi abandonado, após os bandidos perceberem que a polícia estava monitorando a residência. Os traficantes, agora, se preparavam para alugar a casa, enquanto o morador teve que fugir com a família.

De acordo com o delegado André Sperotto, a ação da polícia tinha como objetivo recuperar a casa, mas também conter o avanço de outros crimes no bairro. A localidade registrou várias ocorrências recentemente.

"Essa região, como um todo, é muito violenta. Temos investigações recentes de tráfico de drogas, tentativa de homicídio, da expulsão da casa, e de troca de tiros com policiais militares", comenta o delegado André Sperotto.

Entre os crimes no bairro, está o homicídio de um adolescente que foi atacado quando voltava de uma festa. Leonardo Lobo, 17 anos, foi atingido por sete tiros. Há a suspeita de que ele estivesse envolvido no tráfico de drogas da região.

Durante a operação de hoje, a polícia procurou drogas em barracos e casa, mas não encontrou. Um homem, apontado como integrante da quadrilha, não foi localizado e passou a ser considerado foragido.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.