quarta-feira, 21 de junho de 2017

Polícia prende suspeito de roubo em lotação em Porto Alegre e responsabiliza estagiária da Justiça por receptação

Ela comprou celular de R$ 2 mil por R$ 100,00.

Foto: Cid Martins /Rádio Gaúcha

A Força Tarefa dos ônibus da Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira (21) no bairro Aberta dos Morros, zona Sul de Porto Alegre, um suspeito de roubos em lotações na região do bairro Cavalhada. No entanto, outro objetivo da ação é responsabilizar receptadores de produtos roubados, entre eles, uma estagiária da Justiça que comprou um celular, avaliado em pelo menos R$ 2 mil, por apenas R$ 100,00.

O delegado Carlos Wendt diz que o suspeito é investigado por vários roubos e que tem antecedentes criminais por roubo a estabelecimentos comerciais. Até agora, a polícia comprovou um caso e com imagens de câmeras de segurança.

- Ele age sozinho e armado e faz ameaças às vítimas, chegando a dizer que iria atirar no próximo passageiro que tentar fugir - ressalta Wendt.

O ladrão, segundo vítima, fez essa declaração durante roubo após dois passageiros fugirem. O fato foi até gravado em imagens.

Receptação

O delegado Alencar Carraro, que também integra a Força Tarefa, diz que um dos objetivos é identificar receptadores. Ele lembra que este crime fomenta o roubo, destacando que precisa haver conscientização das pessoas. O que não ocorreu com uma estagiária da 10ª Vara Cível do Foro Central. Ela, que ainda não teve nome divulgado, foi responsabilizada por ter comprado um celular de uma das vítimas do ladrão preso hoje. Ela assinou termo circunstanciado e afirmou que comprou de um terceiro.

Arrependida, após ser investigada pela polícia, Carraro diz que ela devolveu o aparelho celular à vítima. O Tribunal de Justiça demitiu a estagiária.

As investigações continuam.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.