segunda-feira, 19 de junho de 2017

Polícia investiga relação entre facção criminosa e jovem morto em acidente com explosivo, em Porto Alegre

Hipótese ganhou força depois que a investigação localizou fotos do adolescente com membros da fação conhecida por controlar o tráfico de drogas no local.

A Polícia Civil investiga a relação entre uma facção criminosa e o adolescente morto após um acidente com um artefato explosivo na última sexta-feira (16), no bairro Serraria, na zona Sul de Porto Alegre.  Conforme delegada Aurea Hoeppel, a hipótese ganhou força depois que a investigação localizou fotos do adolescente com membros da fação conhecida por controlar o tráfico de drogas no local.

Ainda de acordo com a delegada,  no final de  2016, uma operação da Polícia Civil na Vila dos Sargentos apreendeu artefatos explosivos e prendeu um traficante da mesma  facção.

Juan Gabriel da Silva, de 14 anos, teve parte de um dos braços amputada ao explodir o artefato. O acidente ocorreu próximo à casa da vítima. Ele tentou procurar socorro, mas não resistiu aos ferimentos. A perícia ainda vai avaliar qual tipo de explosivo foi  utilizado.

O adolescente não possuía antecedentes criminais e, de acordo com a polícia, os pais não comentaram sobre um possível envolvimento da vítima com o tráfico de drogas. 

GAÚCHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.