quarta-feira, 21 de junho de 2017

Polícia faz nova ação contra traficante que ordena crimes de dentro da cadeia na Fronteira Oeste

Ele é suspeito de mandar matar Bruno Dornelles Ribeiro, 24 anos, em frente à Rodoviária de Porto Alegre,

A Polícia Civil realiza, na manhã desta quarta-feira (21), uma nova operação para enfraquecer o grupo do traficante Marcos Martins Antunes, 26 anos, que supostamente ordena crimes de dentro do Presídio Estadual de Uruguaiana, na Fronteira Oeste. Nos últimos dois anos, diferentes investigações apontam ele como mandante de pelo menos cinco assassinatos.

A maioria dos crimes ligados ao detento ocorreram em São Borja - cidade em que ele tem base. Ele é suspeito de mandar matar quatro homens por disputas ligados ao tráfico de drogas na cidade.

Além desses casos, Antunes também é indiciado pela 2ª Delegacia de Homicídios de Porto Alegre como o mandante da execução ocorrida em frente à Rodoviária de Porto Alegre. O crime ocorreu no início da manhã do dia 8 de novembro de 2011, vitimando Bruno Dornelles Ribeiro, 24 anos, e levando medo a um dos pontos mais movimentados da Capital. Quando foi acusado desse caso, inclusive, policiais foram até a cela dele e recolheram dois celulares.

A Polícia Civil garante que ele também tem forte relação com traficantes de uma facção da Região Metropolitana, que o apoia nas execuções e recebe em troca dinheiro obtido na venda de drogas na fronteira.

"É um grupo extremamente perigoso, que além de execuções é responsável por diversas outras tentativas na nossa região recentemente", comenta o delegado Charles Dias do Nascimento, responsável pela ação de hoje.

A operação também apura como ele permanece se comunicando, mesmo tendo celulares apreendidos, e deve comunicar os órgãos responsáveis para que outras medidas sejam tomadas.

A Polícia Civil, com apoio da Brigada Militar, cumpre quatro mandados de prisão e nove de busca e apreensão. Até agora, um homem foi preso em flagrante e dois adolescentes apreendidos por supostamente serem responsáveis por um ponto de venda de drogas na cidade.

GAÚCHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.