quinta-feira, 22 de junho de 2017

Motorista do Uber que atropelou taxista em Novo Hamburgo é autuado por tentativa de homicídio

Taxista atropelado na confusão está internado com traumatismo craniano no Hospital Geral da cidade.

Foto: Jonas Spindler /CPO-VS

A delegada plantonista Marjani Cristina Simch ouviu testemunhas informalmente e autuou por tentativa de homicídio com dolo eventual o motorista do Uber que atropelou um taxista, nesta quinta-feira (22), após uma confusão em Novo Hamburgo. O caso ocorreu por volta das 10h30, na rodoviária da cidade.

– O servidor da Secretaria de Trânsito, que estava no local, relatou que o motorista (do Uber) estava em alta velocidade e não freou o carro antes de atingir a vítima – disse a delegada. Segundo ela, outro agravante é que o condutor, Arcindino de Almeida Neto, 36 anos, não parou para prestar socorro.

De acordo com a polícia, o taxista atropelado na confusão segue internado no Hospital Geral de Novo Hamburgo com traumatismo craniano. Ele foi identificado como Maicon Rodrigo Cantinho, 30 anos.

Segundo a Brigada Militar, grupos de taxistas e motoristas de Uber vinham postando ameaças nas redes sociais. No entanto, foi a primeira vez que houve confronto.

A polícia irá ouvir mais testemunhas do caso durante a tarde. Neste momento, a BM reforça a segurança na Delegacia de Pronto Atendimento de Novo Hamburgo, já que taxistas e motoristas do aplicativo estão no local e há risco de confronto.

Há dois relatos distintos sobre o ocorrido durante a manhã. Os taxistas disseram à polícia que o colega foi atropelado de propósito pelo motorista do aplicativo de transporte. Já o condutor do Uber afirma que foi cercado por taxistas, teve o carro – um Nissan Versa – chutado e apedrejado, e que foi obrigado a acelerar, atingindo o homem.

GAÚCHA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.