domingo, 21 de maio de 2017

Soldado da Brigada Militar é baleado por bandidos e colegas pedem doação de sangue


Policial teve carro levado em São Leopoldo e acabou sendo atingido por tiros
O soldado Maurício Stacke, do Pelotão de Operações Especiais (POE) da Brigada Militar (BM) em São Leopoldo, foi atingido por pelo menos quatro tiros na tarde deste domingo. Ele estava na Avenida São Borja quando teve seu veículo Fiat Punto, placas IOT-2613, levado por bandidos. Não se sabe ainda as circunstâncias e detalhes da abordagem, mas Stacke acabou levando tiros no braço e na região do tórax e pulmões. Ele teria sido abordado no cruzamento da São Borja com a rua Tarcilio Nunes.
No começo da noite deste domingo, Stacke ainda passava por procedimento cirúrgico no Hospital Centenário, em São Leopoldo. As informações iniciais ainda são desencontradas, mas ele teria chegado consciente, contudo, o estado de saúde inspirava cuidados. Teria havido perfuração do pulmão, mas sem afetar com gravidade o órgão.
Colegas policiais estão convocando a comunidade do Vale do Sinos a doar sangue O negativo e B negativo, inclusive no Hospital Regina, de Novo Hamburgo, em horário de atendimento do banco de sangue - das 7h30 às 12h30, de segunda-feira a sábado. O telefone é 3581-5241. Na hora da doação deve ser informado o nome de Maurício Stacke.
O veículo de Stacke foi abandonado pelos criminosos na rua Zaire, no bairro Feitoria, igualmente em São Leopoldo. Infelizmente, nem os agentes de segurança estão isentos da violência e da bandidagem crescente no Rio Grande do Sul.
#TamoJuntoNaBoaENaRuim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.