quarta-feira, 31 de maio de 2017

Polícia indicia funcionário dos Correios por assalto a lotação em Porto Alegre

Suspeito preso nesta terça-feira tem 14 passagens pela polícia e já foi preso cinco vezes

Foto: Ronaldo Bernardi /Agencia RBS

A Força-Tarefa da Polícia Civil que investiga assaltos a ônibus em Porto Alegre indiciou nesta quarta-feira (31) o funcionário dos Correios preso na terça-feira por assalto a lotação na Capital. O homem de 41 anos de idade, que se apresentava como "carteiro do mal" ao anunciar assaltos, tem 14 passagens policiais desde o ano 2000, sendo preso cinco vezes. Atualmente em prisão domiciliar, ele foi para o regime fechado. O inquérito foi remetido hoje à Justiça.

A família do investigado diz que ele tem distúrbios psiquiátricos e é usuário de crack, por isso tenta interná-lo no Instituto Psiquiátrico Forense. O nome do suspeito não foi divulgado por estes motivos, informa o delegado Alencar Carraro, responsável pelo inquérito.

Segundo ele, o preso sempre agia uniformizado e fazia questão de dizer que era funcionário dos Correios. Além disso, algumas vítimas confirmam que ele até mencionava ser dependente químico. Entre as passagens policiais, há casos de roubos ao comércio, uso de documentos falsos, ameaça, roubo a coletivos, entre outros.

A prisão preventiva de ontem é decorrente de um assalto a lotação da linha Guarujá em março, na Avenida Cavalhada, zona Sul da Capital. O homem é funcionário dos Correios desde 1997. Além de prisões, fugas, uso de tornozeleira eletrônica e roubos cometidos, o suspeito também foi internado algumas vezes em clínica de reabilitação. Os crimes ocorreram sempre na zona Sul.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.