quarta-feira, 3 de maio de 2017

Famílias atingidas por incêndio em São Marcos precisam de doações

Cinco casas foram destruídas.

Foto: RAQUEL SIOTA /Prefeitura de São Marcos/ divulgação

O incêndio que atingiu seis casas na madrugada desta quarta-feira (3) nas proximidades do Morro do Calvário, em São Marcos, deixou três famílias sem casa. Foram cinco residências totalmente destruídas e uma parcialmente destruída. Duas moradias estavam desabitadas. Ninguém ficou ferido.

Pessoas que puderem doar alimentos, roupas ou materiais de construção podem entrar em contato com a assistência social de São Marcos. De acordo com a diretora de Assistência Social, Trabalho e Habitação de São Marcos, Aparecida Libardi Boff, são 10 pessoas que ficaram sem casa.
Jéssica de Castilhos teve a casa totalmente destruída. Além dela, estavam na moradia o marido e a filha, uma menina de seis anos.

"Quando acordei, o fogo estava do lado da minha casa. Foi muito rápido. O pessoal com mangueira. Eu tentei molhar a parede de casa, mas não consegui", relata a moradora.

A polícia vai investigar as causas do incêndio.

Quartel fechado

A ocorrência foi atendida pelos bombeiros de Vacaria, já que o quartel de São Marcos só funciona das 8h às 20h devido à falta de pessoal e horas extras. O primeiro chamado à emergência foi às 3h25min e o efetivo de Vacaria só chegou às 4h15min. Vacaria fica a cerca de 80 quilômetros de distância de São Marcos. Bombeiros do quartel do bairro Cruzeiro, em Caxias do Sul, auxiliaram. Bombeiros de São Marcos, que não estavam no horário de serviço, foram chamados em casa por moradores e também ajudaram a combater as chamas. 

Desde o final de maio do ano passado, o quartel dos bombeiros de São Marcos não opera normalmente devido à falta de pessoal e de horas extras. A unidade de Flores da Cunha passa pela mesma situação. Em Caxias, dos cinco quartéis, apenas o do Centro e o do aeroporto nunca tiveram restrição de atendimento.

De acordo com o tenente-coronel Cleber Valinodo Pereira, comandante dos bombeiros na Serra, as horas extras do mês de maio ainda não saíram. A expectativa é de que a liberação por por parte do comando geral seja liberada até sexta-feira (5). Enquanto isso, os quartéis de São Marcos e Flores ficarão abertos apenas das 8h às 20h.

Ajuda

Para ajudar as famílias, as pessoas podem entrar em contato com a assistência social de São Marcos. O telefone é o (54) 3291.2930.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.