sábado, 29 de abril de 2017

Polícia reforça segurança na zona sul de Porto Alegre após ataque a posto e ônibus da Brigada Militar

De acordo com o tenente-coronel Alexandre Brite, efetivo vai ficar por tempo indeterminado na região.

 













Foto: Cid Martins /Rádio Gaúcha

O policiamento na região da Vila Cruzeiro e do Morro Santa Tereza, zona sul de Porto Alegre, foi reforçado após dois ataques e um confronto com morte ocorridos nestas localidades entre ontem e hoje. O tenente-coronel Alexandre Brite diz que efetivo da Operação Avante, do 1º Batalhão e do Batalhão de Operações Especiais vai ficar por tempo indeterminado nestes bairros.

"Não vamos permitir que esta tentativa de intimidação ocorra e vamos manter o máximo de efetivo possível nestas regiões", diz Brite.

No caso mais recente, na manhã deste sábado (29), um posto da Brigada Militar foi atacado por pelo menos 20 tiros de pistola 9 mm, de uso restrito das Forças Armadas. Dez disparos atingiram o prédio. Dois PMs que estavam no local não ficaram feridos. Dois homens em uma moto, ainda não identificados, são suspeitos. Este posto policial já foi alvo de ataque com pedras no ano de 2015.

Já na noite de ontem, um ônibus da BM foi atingido por tiros. O caso ocorreu próximo a uma praça na esquina das ruas Belmonte de Macedo e Xavier da Cunha, no bairro Nonoai. O veículo teve vidros quebrados e ninguém ficou ferido.

A polícia acredita que estas ações criminosas sejam uma represália depois que um suspeito de 19 anos morreu durante um patrulhamento de rotina, na Vila Cantão, horas antes. Entretanto, ainda não há suspeitos.

Patrick Fernandes Vieira, com antecedentes criminais, estava com outros sete suspeitos e tentou fugir da polícia durante abordagem. Os outros sete não foram localizados e ele acabou sendo baleado. Após atendimento médico, não resistiu aos ferimentos. Com ele, foram apreendidos um revólver calibre 38 e uma arma de brinquedo.

Em função das ocorrências, a linha de ônibus Orfanotrófio não circulou até por volta de 9h40, conforme a EPTC. A linha Prado também sofreu desvios durante a manhã. Os ônibus já estão operando normalmente.
 

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.