sexta-feira, 21 de abril de 2017

Polícia indicia nove envolvidos na construção de túnel que chegaria ao Presídio Central

Investigação segue para encontrar mandantes da tentativa de fuga em massa

Foto: Ronaldo Bernardi /Agencia RBS

A Polícia Civil indiciou os nove presos envolvidos na construção de um túnel para tentativa de fuga em massa do Presídio Central, que atualmente tem o nome de Cadeia Pública de Porto Alegre. O indiciamento é por organização criminosa e facilitação de fuga de presos.

A investigação do Departamento Estadual do Narcotráfico (Denarc) segue para chegar até os financiadores e mandantes do esquema – algumas perícias ainda não foram concluídas. Uma facção criminosa que atua nos presídios do Estado é suspeita de comandar e financiar a ação criminosa.

A operação, realizada há dois meses pela Polícia Civil, descobriu uma casa vizinha ao presídio, na rua Jorge Luís Domingues, no bairro Aparício Borges, de onde partia o túnel. A estrutura já tinha 50 metros de extensão, faltando outros 50 para chegar até o muro da cadeia.

Sete homens e uma mulher foram presos no local. Um outro envolvido, suspeito de organizar o esquema, foi preso no mesmo dia, horas depois, em Sapucaia do Sul.

Os policiais fizeram 85 campanas próximo à casa usada como ponto de partida do túnel. Um GPS de alta precisão e uma bússola eram usados para que o túnel fosse escavado na direção certa.

Quatro dos oito presos tinham passagens pela polícia – homicídio, formação de quadrilha, tráfico de drogas e furto estão entre os crimes pelos quais responderam. O restante era visto como "contratados" pela facção para fazer a obra.

Pela investigação, a fuga ocorreria numa quinta-feira, que é o dia da semana em que a Brigada Militar faz vistoria no pavilhão onde estão os presos pertencentes à essa facção e eles são levados para o pavilhão próximo ao muro, onde o túnel estava sendo construído.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.