terça-feira, 25 de abril de 2017

Mais suspeitos de mega-assalto no Paraguai são presos no Paraná

Cerca de 50 ladrões fortemente armados invadiram a sede de uma transportadora de valores em Ciudad del Este, na fronteira, na madrugada de segunda (24).

Destruição causada por explosões durante roubo a transportadora de valores em Ciudad del Este, no Paraguai (Foto: Francisco Espinola/Reuters)Destruição causada por explosões durante roubo a transportadora de valores em Ciudad del Este, no Paraguai (Foto: Francisco Espinola/Reuters)

Destruição causada por explosões durante roubo a transportadora de valores em Ciudad del Este, no Paraguai (Foto: Francisco Espinola/Reuters)

A Polícia Federal (PF) divulgou um balanço na manhã desta terça-feira (25) e informou que oito suspeitos de participar do mega-assalto na cidade paraguaia de Ciudad del Este, na fronteira com o Brasil, foram presos.

Dois deles ficaram feridos em um tiroteio na tarde de segunda (24), em uma área rural de Itaipulândia, às margens do Lago de Itaipu, no oeste do Paraná. Outros três suspeitos foram mortos no mesmo tiroteio.

De acordo com a polícia, esses homens estão entre os cerca de 50 que participaram do assalto a uma transportadora de valores durante a madrugada de segunda. Além disso, a PF diz ter apreendido sete veículos (entre eles, um carro de polícia), dois barcos, seis fuzis, uma pistola, explosivos, malotes vazios e munição de grosso calibre.

Por causa do assalto, a polícia reforçou as rondas na região da fronteira.

Em nota, o presiente Michel Temer determinou ao ministro da Justiça, Osmar Serraglio, que coloque a Polícia Federal à disposição das autoridades paraguaias para colaborar com as investigações dos fatos ocorridos na cidade paraguaia.

"O governo federal acompanha os desdobramentos das ações policiais já em curso em território nacional e apoiará, com todos os recursos necessários, as investigações conduzidas atualmente pelas autoridades paraguaias. O governo brasileiro se solidariza com as vítimas dessa ação criminosa e, em especial, com os familiares do policial paraguaio morto", diz a nota.

Balanço da PF envolvendo suspeitos do roubo até as 9h

  • Presos: 8
  • Apreensões: sete veículos (entre eles, um carro de polícia), dois barcos, seis fuzis, uma pistola, explosivos, malotes vazios e munição de grosso calibre.
  • Mortes: 3

 

O assalto

 Transportadora de valores em Ciudad del Este fica a 4 quilômetros da Ponte da Amizade, na fronteira com Foz do Iguaçu (Foto: Editoria de Arte/G1) Transportadora de valores em Ciudad del Este fica a 4 quilômetros da Ponte da Amizade, na fronteira com Foz do Iguaçu (Foto: Editoria de Arte/G1)

Transportadora de valores em Ciudad del Este fica a 4 quilômetros da Ponte da Amizade, na fronteira com Foz do Iguaçu (Foto: Editoria de Arte/G1)

Segundo a Polícia Nacional do Paraguai, os ladrões fortemente armados invadiram a sede da transportadora de valores Prosegur. Eles explodiram a entrada da empresa e trocaram tiros com vigilantes. A ação durou aproximadamente três horas e eles fugiram com dinheiro.

Um policial paraguaio que estava em um carro foi morto pelos bandidos.

Inicialmente, a Polícia Nacional do Paraguai informou que o grupo havia fugido com US$ 40 milhões (o equivalente a mais de R$ 120 milhões). Mais tarde, a própria polícia informou que os valores ainda estão sendo contabilizados.

A sede da empresa fica a 4 quilômetros da Ponte Internacional da Amizade, no oeste do Paraná.

Confronto

Policiais federais trocaram tiros no começo da tarde de segunda-feira (24) com suspeitos do assalto por volta do meio-dia, na área rural de Itaipulândia, às margens do Lago de Itaipu, no oeste do Paraná.

De acordo com a Polícia Federal, uma equipe que estava de patrulha pela região se deparou com um grupo de cerca de 12 suspeitos que atirou e fugiu. Policiais militares e civis da região foram acionados para reforçar a segurança no local. Helicópteros também estão sendo usados na ação.

Por volta das 14h, houve outra troca de tiros, desta vez em São Miguel do Iguaçu. De acordo com o delegado Francisco Sampaio, os suspeitos abandonaram um veículo roubado havia pouco na região, munição de fuzil e explosivos.

Quer saber mais notícias da região? Acesse o G1 Oeste e Sudoeste.

 (Foto: Editoria de arte/G1) (Foto: Editoria de arte/G1)

Foto: Editoria de arte/G1)

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.