quarta-feira, 26 de abril de 2017

Homem confessa à Justiça ter matado quatro pessoas em Pinhal Grande

Chacina aconteceu em 29 de novembro de 2016, em duas localidades do município

Foto: Divulgação /Divulgação

O homem apontado pela Polícia Civil como responsável pela morte de quatro pessoas no ano passado em Pinhal Grande, na Região Central, confessou o crime. Em depoimento à Justiça, Ariosto da Rosa, de 42 anos, confirmou que foi o autor dos disparos que mataram uma criança, dois adolescentes e um idoso em novembro de 2016.

O depoimento foi colhido na tarde desta terça-feira (25), no Fórum de Júlio de Castilhos. O homem alegou motivações pessoais para ter cometido os crimes.

Segundo a Polícia Civil, na manhã de 29 de novembro ele matou a enteada, de 16 anos, Bianca Moraes de Salles, com um tiro na cabeça na propriedade rural dele, em Rincão dos Basílio. Em seguida, o homem saiu da propriedade e atirou contra Alex Cardoso Leal, de 17 anos, e Iran Gonçalves dos Santos, 10, que estariam esperando um ônibus escolar. Ainda, o homem foi até a localidade de Gringuinha e atirou contra Afonso Gonçalves, de 60 anos. 

Ariosto ficou foragido por mais de 20 dias, e foi capturado no dia 20 de dezembro, no interior de Dona Francisca.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.