segunda-feira, 3 de abril de 2017

Depois de incêndio em fábrica, funcionários que inalaram fumaça tóxica recebem alta

Antes da liberação, os cerca de 30 empregados ainda receberam orientações da Secretaria de Saúde de Santo Antônio da Patrulha

Fábrica de calçados foi parcialmente consumida pelo fogo em Santo Antônio da Patrulha - Foto: Corpo de Bombeiros de Osório

Depois de ficarem internados para observação no Hospital Santo Antônio, cerca de 30 funcionários da empresa RR Shoes, de Santo Antônio da Patrulha, receberam alta neste final de semana. Eles foram encaminhados à casa de saúde depois que o depósito da fábrica pegou fogo no final da manhã de sexta-feira (31).

Com o incêndio, mais de 300 mil pares de sapatos foram carbonizados e um funcionário morreu ao ter um ataque cardíaco durante o desastre. Os bombeiros levaram mais de 24 horas para apagar as labaredas.

No início, cerca de 50 empregados precisaram de atendimento médico. Isso porque a fumaça gerada pelo fogo era tóxica. Até as escolas situadas no entorno da empresa tiveram as aulas suspensas na sexta devido ao incêndio.

Segundo o Corpo de Bombeiros do município, as chamas iniciaram em um anexo ao depósito, onde são descartadas as sobras dos materiais usados na produção dos calçados. As causas do incêndio, porém, ainda são desconhecidas.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.