sexta-feira, 28 de abril de 2017

Corpo encontrado em clube é de advogado de 67 anos

Sebastião Maurique teria informado a amigos e familiares que dormiria na embarcação, hábito comum entre proprietários de barcos.

O corpo encontrado quinta-feira submerso no Guaíba é do advogado Sebastião Maurique, 67 anos, associado do Clube dos Jangadeiros, de Porto Alegre. Dono de um veleiro, ele havia participado de um tradicional jantar no clube, no bairro Tristeza, na quarta-feira à noite. Ele teria informado a amigos e familiares que dormiria na embarcação, hábito comum entre os proprietários. As informações são de Zero Hora.

Na quinta-feira, a ausência dele em compromissos profissionais e o veículo estacionado no clube chamaram atenção e desencadearam as buscas. O Corpo de Bombeiros foi acionado e encontrou o corpo do advogado sob a embarcação, que estava presa a um trapiche flutuante. A desconfiança da direção do clube é de que Maurique tenha se desequilibrado ao subir do barco, caído na água e se afogado. O caso é tratado pelo Jangadeiros como uma "fatalidade que causa profunda tristeza". 

Conforme a delegada Áurea Regina Hoeppel, titular da 6ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, o movimento causado pelo trapiche flutuante, aliado ao vento e escuridão, pode ter contribuído para a queda. 

"Vamos conversar com as pessoas que estavam nesta festa para entender melhor, mas, a princípio, tudo indica que ele tenha morrido afogado ou de hipotermia. Provavelmente caiu na água ao tentar entrar na embarcação", disse a delegada.

Viúvo há quatro meses, Maurique morava sozinho na Vila Conceição, zona sul de Porto Alegre.

Fonte: Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.