segunda-feira, 24 de abril de 2017

Assaltantes que roubaram US$ 40 milhões no Paraguai são brasileiros, diz MP

Pelo menos 30 bandidos em carros com placas do Brasil explodiram sede de transportadora e mataram policial.

O Ministério Público do Paraguai informou na manhã desta segunda-feira (24) que a quadrilha responsável pela explosão da sede da transportadora de valores Prosegur, em Ciudad del Este, durante a madrugada, é brasileira. Pelo menos quatro, dos cinco carros apreendidos após o crime, têm placas do Brasil e testemunhas ouviram os suspeitos falando em português.

Segundo a investigação, eram cerca de 30 criminosos que levaram o equivalente a pelo menos R$ 120 milhões. No entanto, a empresa informou que o valor seria inferior. O assalto é considerado o maior da história do Paraguai 

Houve intenso tiroteio, um policial morreu e quatro ficaram feridos. Os bandidos usaram até um helicóptero no ataque. Além disso, fecharam com caminhões e outros veículos três acessos ao local, deixando apenas um deles livre para rota de fuga. De acordo com o jornal paraguaio Última Hora, a quadrilha parou 15 carros que passavam pelo local e colocou fogo. Vários miguelitos foram espalhados pelas vias. Explosivos e munição de fuzil foram localizados pela polícia. 

Ver imagem no TwitterA Polícia Rodoviária Federal e a polícia em Foz do Iguaçu, na fronteira com o Paraguai, estão em alerta. Não há informações de que a Ponte da Amizade tenha sido usada na fuga. A PF informou que a investigação, por enquanto, é toda do país vizinho e, por isso, ainda não tem posição oficial sobre o assunto. No entanto, vai fazer contato para auxiliar no caso.

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil gaúcha vai averiguar com autoridades brasileiras se tem algum criminoso do Estado envolvido no ataque. 

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.