quarta-feira, 22 de março de 2017

Justiça condena trio suspeito de matar mãe de alunos próximo a escola em Porto Alegre

A Justiça condenou três homens acusados pela morte da representante comercial Cristine Fonseca Fagundes, 44 anos, próximo a escola em Porto Alegre. O crime ocorreu em agosto do ano passado em frente ao Colégio Dom Bosco. A condenação foi feita na terça-feira (21) pela Juíza de Direito Lourdes Helena Pacheco da Silva, da Vara Criminal do Foro do 4° Distrito, mas só foi divulgada no começo da tarde desta quarta-feira (22).

Fabrício Farias, Rafael Silveira Santa Helena e Tiago Oliveira da Silva foram acusados de cometer oito roubos, no dia 25 de agosto de 2016, e o latrocínio. A pena total foi de 29 anos, em regime fechado.

No interrogatório, Tiago Oliveira da Silva, de 30 anos, admitiu parcialmente a autoria dos fatos. Ele foi apontado pela polícia como autor do disparo que matou Cristine. Rafael Silveira Santa Helena informou que dirigiu o carro no momento do crime. 

O crime

Cristine foi assassinada na noite de quinta-feira, 25 de agosto de 2016, em frente à filha de 17 anos, quando esperava o outro filho, de 12 anos, próximo ao colégio Dom Bosco, no bairro Higienópolis, na zona norte da Capital. A vítima foi atingida por um tiro na cabeça.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.