quinta-feira, 16 de março de 2017

BM inicia atividades do Proerd 2017 em Gramado

Programa pretende formar 500 alunos neste ano.













Fotos: Ângelo de Zorzi / divulgação Ação Preventiva

Volta às aulas também é tempo de volta do PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência). Neste ano a Brigada Militar de Gramado pretende atingir marcas inéditas do programa no município. Com dois Policiais Militares ministrando os encontros, todas as escolas de Gramado participarão dos encontros, através dos quintos anos, abrangendo a rede municipal, estadual e particular. Como resultado no final do ano 500 alunos terão se comprometido com a comunidade em resistir às drogas.
 
A ideia deste audacioso projeto iniciou em meados de 2016, quando foi criada a comissão de prevenção as drogas, um braço da RAC (Rede de Apoio a Cidadania), que abraçou como carro chefe para este ano o Proerd nas escolas, que propôs que o programa atingisse todos os quintos anos de todas as escolas de Gramado (onze municipais, quatro estaduais e duas particulares). Serão ao todo 23 turmas, doze no primeiro semestre e onze no segundo, com duas formaturas, uma em Julho e outra em Dezembro, e a pretensão de formar 500 alunos no total.


 









Essa comissão que possui várias entidades envolvidas e é presidida pelo Dr. João Slongo, pretende ainda desenvolver outros projetos na área escolar visando a prevenção ao uso de drogas, para que desta forma não só os alunos do Proerd sejam comtemplados, mas sim o máximo possível de alunos, seja através de palestras, oficinas e seminários.
 
O Proerd é realizado em Gramado desde o ano de 2003, tendo formado desde então aproximadamente 1800 crianças. Em 2016 foram 175 alunos.
 
As aulas do Proerd serão ministradas pelo Sargento Jorge Scaglia e a Soldado Talita Raaber. Os encontros começaram nesta semana nas escolas Vicente Casagrande, Nossa Senhora de Fátima, Mosés Bezzi e Nossa Senhora da Pompéia. Outras devem iniciar ainda neste mês de março.

 









Antes mesmo do início das aulas, a Brigada Militar realizou no começo deste mês alguns encontros com os pais dos alunos que receberão o Proerd, e outras entidades, apresentando o projeto, o conteúdo que é aplicado e ressaltando a importância do apoio dos pais e familiares para total sucesso e comprometimento das crianças envolvidas.

É importante salientar as entidades envolvidas em apoio a Brigada Militar no desenvolvimento do Proerd: Poder Judiciário, Ministério Público, Prefeitura Municipal de Gramado, Rede de Apoio a Cidadania (RAC), comissão de prevenção às drogas, Conselho Tutelar, Conselho Municipal da Criança e do adolescente (COMDICA), Movimento de combate à violência (MOCOVI), Polícia Civil, Escola e a Família.

SOBRE O PROERD
O Programa Educacional de Resistência às Drogas - PROERD é a adaptação brasileira do programa norte-americano Drug Abuse Resistence Education - D.A.R.E., surgido em 1983.
No Brasil, o programa foi implantado em 1992, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e de São Paulo, sendo hoje adotado em todo o Brasil.

No Rio Grande do Sul, a Brigada Militar desenvolve o programa desde 1998, já realizado em 451 municípios. Hoje é aplicado em mais de 60 países envolvendo 60 mil policiais.

A Brigada Militar conta com mais de 600 instrutores Policiais Militares voluntários tendo mais de um milhão de alunos formados.

O PROERD é desenvolvido por um Policial Militar fardado, de forma voluntária, que recebe formação específica para o desenvolvimento do programa em escolas. Este conta ainda com a presença constante da professora em sala de aula, bem como, o apoio integral dos pais dos alunos.

Os encontros são compostos por dez lições, que abordam temas como: segurança pessoal, maneiras de dizer não as ofertas de drogas, abuso e uso das drogas, auto-estima, influência dos meios de comunicação, alternativas para não usar drogas, pressão dos companheiros, consequências do uso das drogas lícitas e ilícitas, maneiras de se lidar com as tensões do dia-a-dia e formas de evitar a violência, além de noções de cidadania e segurança pessoal.

Trata-se de combater o consumo de drogas através da educação. O Proerd mostra para as crianças e os adolescentes um caminho mais seguro, principalmente saber tomar decisão e dizer não.  A participação da Proerd na vida dessas pessoas contribui para que a comunidade se sinta mais  segura e diante disso, alunos, pais, professores e diretores compartilhem com maior  entusiasmo do esforço da Brigada Militar em transformar as escolas em centros de referência da comunidade para o fortalecimento da cidadania e combate às drogas e a violência.


Fonte: Ação Preventiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.