quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Pelo menos oito municípios da Serra não têm policiais militares fixos

Reportagem da Rádio Gaúcha consultou 23 prefeituras da região

Foto: Diorgenes Pandini /Agência RBS

Um levantamento feito pela Rádio Gaúcha com 23 prefeituras da Serra aponta que em pelo menos oito municípios da região não há policiais fixos. Em todos os casos, são pequenas cidades – com populações que não chegam a 3,5 mil habitantes.

A reportagem não contatou as prefeituras dos municípios que são sede de batalhões ou companhias.

André da Rocha, Boa Vista do Sul, Monte Belo do Sul, Nova Pádua, Protásio Alves, Santa Tereza, São Valentim do Sul e Vila Flores são atendidos por patrulhas compostas por policiais militares lotados em cidades maiores no entorno.

Conforme as prefeituras, esses municípios já tiveram efetivo fixo. Contudo, a ida para a reserva de policiais, sem a devida reposição, fez as unidades ficarem sem o policiamento. A falta de policiais também fez com que PMs que estavam lotados em pequenos municípios fossem remanejados para cidades maiores.

Em entrevista ao Gaúcha Repórter na Gaúcha Serra, o prefeito de Nova Pádua, Ronaldo Boniatti, afirmou que não há mais policiais residentes no município, que é atendido por rondas de PMs de Flores da Cunha.

Já para o prefeito de Boa Vista do Sul, Aloisio Rissi, mesmo sem o policial fixo no município, o policiamento melhorou. Antes, segundo ele, só havia policial no horário da escala dos servidores. Com as rondas, há circulação de PMs em mais horários.

Ainda conforme as prefeituras, outros municípios, como Coronel Pilar, Guabiju, São Jorge e Dois Lajeados, têm policiais fixos, mas precisam apoiar outras localidades. Por exemplo, Dois Lajeados tem que reforçar o policiamento em São Valentim do Sul. Em Guabiju e São Jorge, os policiais que atendem os municípios se revezam nas patrulhas.

Associação dos municípios

O presidente da Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne), Ricardo Bidese, é contrário à prática de dar incentivos para o policial morar em determinado município, como o auxílio-moradia.

Para Bidese, as cidades com menos atrativos, tanto de lazer quanto financeiros, acabam sempre perdendo. Para ele, o melhor é incentivar jovens do próprio município a entrarem na corporação, para criar um verdadeiro vínculo com a comunidade.

Bidese é o atual secretário de Obras, Saneamento e Trânsito de Vista Alegre do Prata, que tem cerca de 1,6 mil habitantes. Ele era o prefeito até o final de 2016.  Os policiais de Vista Alegre do Prata são moradores do município.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.