quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Estado deve trocar prédio do Daer de Bento por construção de presídio

Terrenos ocupados pelo Departamento são avaliados em R$ 20 milhões

Construção de novo prédio vai possibilitar desativação do presídio atual, no centro da cidade - Foto: Juan Barbosa /Agencia RBS

O Governo do Estado concluiu a avaliação de áreas que podem ser permutadas com a iniciativa privada para a construção do novo presídio de Bento Gonçalves. Na sexta-feira, o prefeito Guilherme Pasin foi informado de que a área onde fica a Superintendência do Daer e um terreno ao lado, na região central da cidade, foram avaliados em R$ 20 milhões. 

O processo de permuta deve começar por essas duas áreas, mas pode abranger outras, conforme o prefeito. A construção do presídio em Linha Palmeiro está orçada em R$ 18 milhões. Segundo Pasin, a previsão do Estado é a contratação da empresa ou consórcio que construirá o novo presídio até a metade do ano. O prazo previsto para erguer o prédio é de até dois anos. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública, agora um decreto vai regulamentar o Programa de Aproveitamento e Gestão de Imóveis. 

A nova casa prisional vai possibilitar a desativação do atual presídio, que fica no centro da cidade. A prefeitura doou ainda em 2008 uma área de terras no interior do município para que o Estado construísse o novo prédio. Em 2010, a Secretaria de Segurança Pública chegou a lançar o edital de concorrência para empresas interessadas, mas disputas judiciais suspenderam a licitação. No ano seguinte, a demora em iniciar as obras resultou na perda de R$ 14 milhões em verbas do governo federal. 

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.