terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Assassinatos aumentaram 55% em Caxias no mês de janeiro

Comparação é relativa ao mesmo mês do ano passado.

De 1º de janeiro até esta terça-feira (31), 14 pessoas foram assassinadas em Caxias do Sul. Os crimes aconteceram em 13 bairros, localidades e loteamentos do município. Em janeiro de 2016, foram nove assassinatos. 

Do total das mortes, há um caso de latrocínio, roubo seguido de morte. A vítima foi o sargento da Brigada Militar, Edir Hendges Welter, de 47 anos, morto em um assalto na noite de 23 de janeiro. Dois suspeitos do assalto foram detidos. Um homem foi morto em confronto com a Brigada Militar. As duas mulheres assassinadas neste ano foram vítimas de feminicídio, quando o crime é cometido pelo fato de a vítima ser mulher. O último crime foi o feminicídio da adolescente Gracielli Degasperi Grandi, 17 anos, morta a tiros dentro de casa, no bairro Forqueta, na manhã desta segunda-feira (30).

Outro caso investigado é a morte de Ramiro Teodoro Wolff, de 51 anos. Ele foi espancado e a suspeita é de que a agressão tenha sido motivada por ele ter pisado, sem querer, em um gato.

No ano passado, foram registrados 150 assassinatos em Caxias.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.