domingo, 6 de novembro de 2016

Polícia tem acesso às imagens que mostram momento em que florista é morto por assaltantes

Enterro do empresário Fernando Weber será realizado na tarde deste sábado em Caxias do Sul

Florista foi morto ao chegar na empresa no bairro Santos Dumont - Foto: Marcelo Casagrande /Agencia RBS

As imagens de câmeras de segurança que a Polícia Civil teve acesso mostram o momento em que o empresário Fernando Weber está no carro e é abordado por dois homens, um deles armado. O latrocínio, roubo seguido de morte, ocorreu na noite de quinta-feira (3) no bairro Santo Dumont. A bala atingiu o braço esquerdo de Weber e ficou alojada no tórax. No momento do assassinato, o empresário voltava para a empresa FW Flores e Decorações. De acordo com o titular da Delegacia de Furtos, Roubos e Capturas de Caxias do Sul (Defrec), não está descartada a participação de uma terceira pessoa no crime, porém mais imagens devem ser analisadas nos próximos dias para auxiliar na identificação dos suspeitos. Na tarde de sexta-feira (4), um deles foi preso e confessou o crime. Jones Martins da Fonseca, 23 anos, foi detido pela Brigada Militar no chamado Beco da Esperança, no bairro Planalto.

Nas imagens, o delegado Mario Mombach observa que o carro não chega a parar, quando os criminosos atacam. "Isso deve ter gerado uma reação de susto do motorista que se reflete também na atitude de puxar o gatilho", aponta o delegado. Conforme o titular da Defrec, o suspeito preso confessou a responsabilidade pela morte do florista. Segundo o relato, o assaltante disse que foi bater no vidro do carro e que a arma disparou acidentalmente. A arma do crime, possivelmente um revólver calibre 38, não foi apreendida. O acusado afirmou que ela a arma foi jogada fora. A Polícia Civil segue com as buscas ao segundo suspeito, já identificado, e com prisão temporária autorizada. 

No bolso do casaco do empresário havia um envelope com R$ 13 mil, mas os criminosos não levaram qualquer pertence da vítima. Pelo histórico policial dos suspeitos, eles mantinham um perfil aleatório de vítimas e queriam o carro de Fernando Weber. Também cometiam roubos menores para sustentar o vício com drogas. O dono da floricultura Guarany será cremado neste sábado (15). A cerimônia de despedida será às 16h30min, no Memorial Crematório São José. A morte do florista é o oitavo latrocínio do ano em Caxias do Sul. Ao todo, 131 pessoas foram mortas neste ano na cidade.

Fonte: Gaúcha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.