quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Carazinho: descartada tese de sequestro para caso de jovem encontrado morto em carro capotado

Vítima desapareceu ontem e mobilizou autoridades policiais da região

Corpo foi encontrado nessa manhã. Foto: Marlon Britto / Rádio Gazeta AMFoto:

Corpo foi encontrado nessa manhã. Foto: Marlon Britto / Rádio Gazeta AM

A Polícia Civil (PC) descartou que Rangel Kaminski de Medeiros, de 24 anos, desaparecido desde ontem e encontrado morto dentro de um carro capotado por volta das 8h de hoje, no Norte gaúcho, tenha sido sequestrado. A suspeita de crime mobilizou autoridades policiais nessa terça-feira, na região. O corpo foi localizado dentro do Fiesta dele em uma estrada de chão batido, no interior de Coqueiros do Sul, município distante cerca de 30km de Carazinho, onde ele vivia.

De acordo com a delegada Heladia Cazarotto, o corpo não tinha sinais aparantes de violência, apenas marcas decorrentes do acidente de trânsito. Laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP) deve identificar a causa da morte, disse a policial. Uma quantia de R$ 4 mil sacada por ele, ontem, foram encontrados dentro do carro. Medeiros foi visto pela última vez na agência bancária do Centro da cidade de onde retirou a quantia, conforme a Brigada Militar (BM).

A suspeita de sequestro surgiu depois que a companheira de Medeiros recebeu uma mensagem de celular informando que o jovem havia sido raptado. Ela encontrou sob o travesseiro dele um bilhete relatando uma suposta briga entre o casal. Segundo a BM, o pai da vítima disse ter recebido uma ligação em que o filho dizia estar em um matagal e dizia ter bebido algo que o deixou desorientado.

Fonte: Rádio Guaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário. A livre expressão é um direito de todos desde que não haja ofensa,caso contrário será removido.