sábado, 23 de setembro de 2017

Brigada Militar de Esteio esteve presente durante o Acampamento Farroupilha

gg

Fotos: BM /divulgação Ação Preventiva

Desde o dia 13 até 20 de setembro de 2017, a Brigada Militar de Esteio realizou o Policiamento Ostensivo no interior do Parque de Exposições Assis Brasil, onde estava localizado o Acampamento Farroupilha.

O objetivo, além de aproximar a comunidade da Brigada Militar, é a Operação Visibilidade, a qual ajuda a coibir as atitudes delituosas e proporciona uma maior sensação de segurança ao público envolvido.

Fonte: Ação Preventiva

Brigada Militar de Esteio prende procurado da justiça

1

Foto: BM/ divulgação Ação Preventiva

Na tarde de quinta-feira, no bairro Centro em Esteio, Policiais Militares do 34° BPM efetuaram a prisão de F.T.P. (26 anos) por cumprimento de mandado, durante abordagem foi constatado que havia um mandado de prisão em seu desfavor. O indivíduo foi encaminhado ao HMSC posterior a DP para registro.

Fonte: Ação Preventiva

Brigada Militar de Esteio prende por cumprimento de mandado

6d595dcd-52ce-4df6-8542-1b06e5b5492a

Foto: BM / divulgação Ação Preventiva

Na noite de sexta-feira, no bairro Pedreira em Esteio, Policiais Militares do 34° BPM efetuaram a prisão de A.G.B. (22 anos). A prisão ocorreu após a guarnição realizar a abordagem do indivíduo na via, onde foi constatada a existência de um Mandado de Prisão em seu desfavor. O indivíduo foi preso e encaminhado a DPPA Canoas para devidos fins de registro.

Fonte: Ação Preventiva

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

BM faz grande apreensão de drogas e armas em Montenegro

WhatsApp Image 2017-09-21 at 16.40.34

Fotos: BM / divulgação Ação Preventiva

Na tarde desta quinta-feira, a Brigada Militar de Montenegro estourou vários pontos de tráfico de drogas espalhadas pela cidade efetuando prisões e apreendendo uma grande quantidade de drogas e armas. Segundo informações, a polícia recebeu várias denuncias onde a policia já vinha monitorando, e nesta tarde foi feita ação e os criminosos presos.

WhatsApp Image 2017-09-21 at 16.40.29

Tudo começou, quando os policiai receberam uma denúncia de que o veículo Parati Verde, com placas de Campo Bom estava com drogas. Foi então, que os policiais tentaram abordar e o motorista fugiu e entrou na Travessa Antarctica, onde tentou se esconder, mas foi pego com drogas e preso. Logo depois a policia recebeu denuncia que outros pontos ligados a esse indivíduo estava com movimentação na Rua Olavo Bilac e na Rua Santa Catarina no Bairro Santa Rita, bem próximo da delegacia de policia. Em uma ação rápida a polícia, chegou a esses pontos e aprendeu mais drogas e armas e três mulheres foram presas, no total de quatro presos, que segundo informações da polícia, eles lideravam o tráfico de drogas na cidade de Montenegro.

WhatsApp Image 2017-09-21 at 16.40.26WhatsApp Image 2017-09-21 at 16.47.01

Foi aprendido dois revólveres, 02 hts na frequência da BM, 05 balanças de precisão, R$ 2.270,00, 4.700 quilos de drogas, 930 gramas de crack ou aproximadamente 7.400 pedras, 290 gramas de cocaína, 23 munições calibre 38, três 03 munições calibre 32, celulares e documentos.

O prejuízo para os traficantes pode passar de R$ 100 mil reais em drogas. Todos os presos foram encaminhados para delegacia de policia de Montenegro.

A policia não divulgou os nomes dos presos para não atrapalhar a investigação.

WhatsApp Image 2017-09-21 at 16.47.05

Fonte: Ação Preventiva

Polícia prende suspeito de participação na morte de mulher em parada de ônibus em Canoas

Homem alegou que estava na casa da namorada no dia do crime.

tt

Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Impressões digitais encontradas em um Onix branco ajudaram a Polícia Civil a identificar o homem suspeito de participar do tiroteio que matou Leila Vieira Fortuna, 35 anos, assassinada em uma parada de ônibus do bairro Mathias Velho, em Canoas, no dia 4 abril. Segundo o delegado Luís Antônio Firmino, o veículo foi utilizado por, no mínimo, três criminosos que atiravam contra um Voyage prata durante perseguição pela Rua Dona Maria Isabel.

Os disparos acertaram a mulher no peito quando esperava o ônibus na Avenida Florianópolis. Ela chegou a ser levada ao Hospital de Pronto Socorro de Canoas, mas não resistiu. O Onix foi encontrado no dia seguinte, abandonado no bairro Rio Branco, também em Canoas. Usando um teste conhecido como cianoacrilato (com o uso de luz ultravioleta), o Instituto-Geral de Perícia mapeou marcas deixadas no veículo                       

23183236

Com prisão temporária decretada há cerca de 10 dias, o setor de investigação passou a monitorar o suspeito e descobriu que ele estava morando com a mãe no bairro Mathias Velho. Na segunda-feira, a polícia foi à residência, mas não o encontrou. A intimação para que se apresentasse à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi deixada com a mãe. Na terça-feira, acompanhado do seu advogado, o suspeito se apresentou e foi preso temporariamente. Ao delegado, alegou que estava na casa da namorada no dia do crime e que as suas impressões digitais no veículo podem ser em razão do uso frequente de transportes alternativos, chamado pelo suspeito de "táxi-pirata da vila".

23183192

– Esses argumentos não se sustentam. O carro em que estão as impressões digitais havia sido roubado um dia antes em Porto Alegre e o seu dono não presta esse tipo de serviço – contrapôs o delegado.   

Natural de Canoas, o suspeito tem em sua ficha criminal passagens pela polícia por tráfico de drogas, ameaça, lesão corporal, posse de drogas e porte de arma.
– Não tenho como afirmar ainda se foi ele quem atirou. As investigações seguem, pois havia no carro pelo menos mais duas pessoas – comentou Firmino.

O alvo dos criminosos, ocupante do Voyage prata, era um homem de 40 anos, que saía de casa no bairro Harmonia acompanhado pelo filho, de 17 anos. Diante da iminência da instalação de um ponto de tráfico de drogas, ele teria dito aos traficantes que não aceitaria. Portanto, segundo a apuração, trata-se de uma tentativa de execução encomendada por uma facção criminosa. Eles foram perseguidos até a Avenida Florianópolis, sob tiros. A polícia contabilizou mais de 40 disparos feitos contra os alvos, que chegaram a ser socorridos ao hospital.

– Certamente foi uma retaliação – afirmou o delegado.

gg

Leila, que não tinha nenhuma relação com aquele acerto de contas, era baiana e estava em Canoas há quatro anos. Ela veio de Salvador para o Rio Grande do Sul acompanhada do marido, porque ele teve uma oportunidade para trabalhar de pintor. Naquela manhã, iria de ônibus até o INSS agilizar a liberação do seguro-desemprego. Com o recurso, planejava viajar a Salvador para visitar os familiares.

Depois de ter trabalhado como auxiliar de serviços gerais em uma universidade no centro de Canoas, ela trabalhava como manicure em casa. Leila havia chegado a Canoas três meses depois do companheiro e logo partiu em busca de um emprego. O companheiro também estava desempregado.

Fonte: Zero Hora

Polícia investiga assassinato em festa em Sapucaia do Sul

Ednan Rutkoski de Oliveira teria se envolvido em uma briga quando homens armados revidaram atirando.

A 2ª Delegacia de Polícia de Sapucaia do Sul está investigando o assassinato de um homem em uma festa na madrugada de quarta-feira (20), no bairro Nova Sapucaia. Segundo a polícia, Ednan Rutkoski de Oliveira, teria se envolvido em uma briga quando homens armados revidaram atirando. Ednan foi atingido na cabeça e no tórax e morreu no local.

Outras duas pessoas foram feridas pelos disparos e encaminhadas ao Hospital Municipal Getúlio Vargas. O estado de saúde delas é estável.

A polícia ouvirá os frequentadores da festa para tentar elucidar o crime e identificar os suspeitos. Até o momento ninguém foi preso.

Fonte: Ação Preventiva

Presídio estadual de Bento Gonçalves é interditado

presidio

A Susepe – Superintendência de de Serviços Penitenciários – confirmou nesta tarde de quinta-feira, 21, a interdição do Presídio Estadual de Bento Gonçalves em virtude da superlotação da casa prisional. A partir desta data, a casa de detenção não recebe mais detentos.

Nos últimos dias o Ministério Público, através do promotor Gilson Medeiros, havia ingressado na justiça com um pedido de interdição, que foi acatado pelo Poder Judiciário.

A casa prisional conta com 317 presos, mas não poderá superar os 192 detentos, sendo que a Susepe deverá providenciar a transferência dos excedentes. Além disso, novos presos provisórios (prisões em flagrante ou temporária) não poderão ficar mais de cinco dias no local se a capacidade exceder o número imposto.

Conforme os apontamentos do MP, o prédio é muito antigo, não oferece trabalho interno aos apenados, os presos não são classificados nos termos da Lei de Execução Penal, não permite a separação de presos por grupos criminosos, entre outros problemas.

A situação da casa prisional é alvo de preocupação desde 2007, quando o MP pediu a interdição parcial do Presídio Estadual de Bento Gonçalves. Naquele ano, a Justiça proibiu o ingresso de presos provisórios ou condenados provenientes de outras comarcas.

Em 2012, foi determinada providência específica para a cela do castigo, para que fosse ocupada pelo máximo de três presos. Em virtude de uma rebelião ocorrida em maio de 2014, foi determinada a remoção de todos os presos e a interdição total do Presídio Estadual de Bento Gonçalves.

Naquele mesmo mês, foi determinado o levantamento da interdição total do albergue do Presídio Estadual de Bento Gonçalves, permanecendo a interdição quanto aos demais setores. Mais recentemente, em março de 2015, foram atenuados os rigores da interdição. No entanto, a situação voltou a tornar-se problemática, o que incitou a ação de interdição proposta pelo MP.

Fonte: Central de Jornalismo da Difusora com informações do MP.

Fonte: Rádio Difusora